• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Frio traz lanços com mais de 5 mil tainhas e anima pescadores de Santa Catarina

Praia em Palhoça é um dos destaques da safra até agora, junto com Garopaba, Bombinhas, Balneário Camboriú e Florianópolis

Praia Quatro Ilhas, em Bombinhas, capturou 4,6 mil tainhas nesta terça (21) (Foto: Bryan Kormann, Arquivo pessoal)

A queda das temperaturas trouxe mais tainhas a Santa Catarina. Na modalidade de arrasto, pescadores vêm registrando lanços com milhares de peixes nos últimos dias. O maior até agora foi na Praia da Pinheira, em Palhoça, com 5.840 tainhas.

A praia em Palhoça é um dos destaques da safra até agora, junto com Garopaba, Bombinhas, Balneário Camboriú e Florianópolis.

— A safra de beira de praia tem sido muito boa, agora no início. Infelizmente não são todas as praias que capturaram tainha, mas devido a esse início muito bom, acreditamos que aquelas que ainda não capturaram, logo logo vão ter sua rede cheia — avalia Carlos Bernardo, pescador e administrador do perfil Pesca da Tainha no Instagram.

Em Florianópolis, o Pântano do Sul é até agora líder absoluto no “tainhômetro”, ferramenta da prefeitura que contabiliza semanalmente a quantidade de pescado. Foram mais de 12 mil peixes capturados até a atualização da última sexta-feira (17) na praia do Sul da Ilha.

A Prainha da Barra da Lagoa e a Barra da Lagoa fecham o pódio. Em quarto lugar, a Lagoinha do Norte também vem fazendo bons lanços. Na última segunda (20), pescadores capturaram um lanço com mais de 2 mil tainhas.

Veja fotos da pesca de arrasto

Na última quarta (15), a prefeitura liberou a pesca de emalhe anilhado, que também é artesanal, mas feita em barcos. Nessa modalidade, as maiores capturas têm sido no Sul do Estado. Isso anima pescadores porque é um indício de que as tainhas estão se dirigindo no sentido Norte.

— No dia 19 tivemos um fato icônico na Barra da Lagoa. Uma embarcação teve que rebocar outra carregada de tainha que teve problemas mecânicos. Toda a comunidade ajudou a puxar essa embarcação para dentro do canal da Barra da Lagoa — narra Eduardo.

Presidente do Sindicato dos Pescadores (Sindpesca), Gilberto Fernandes diz que é provável que a modalidade atinja a cota máxima de 586 toneladas, estipulada pelo governo federal, ainda em junho.

— Pela quantidade de peixe que nós estamos arrematando, pode ter certeza que chega o 15 de junho e acaba a pesca, porque a cota vai estourar. É muito peixe — diz ele, que considera a cota baixa.

Safra da Tainha

safra da tainha 2024 começou no dia 1º de maio para a pesca artesanal. Para a pesca artesanal anilhada, o período começou na última quarta-feira (15).

Cotas

Emalhe anilhado – 586 toneladas
Cerco/Traineira – 480 toneladas (50 toneladas por embarcação)

Períodos

Emalhe costeiro superfície até 10 AB – 15 de maio a 15 de outubro
Emalhe costeiro superfície acima 10 AB – 15 de maio a 31 de julho
Desembarcada ou não motorizada – 1° de maio a 31 de dezembro
Emalhe anilhado – 15 de maio a 31 de julho
Cerco/traineira – 1° de junho a 31 de julho.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
 

[email protected]