Servidores municipais de Florianópolis entram em greve nesta quarta

Ainda não há detalhes de quantos serviços foram afetados com a paralisação

Servidores reivindicam chamamento de concursos (Foto: Sintrasem, Reprodução)

Os servidores municipais de Florianópolis entraram em greve nesta quarta-feira (12). A decisão foi comunicada pelo Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis, que alega entre as reivindicações o pagamento da reposição da inflação e também o chamamento de trabalhadores de diversos setores.

O sindicato afirma que a prefeitura de Florianópolis tem descumprido o acordo coletivo dos trabalhadores. O chamamento de profissionais da saúde, educação e outros setores estaria previsto no acordo firmado no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), que deu fim a greve de março.

Além disso, o sindicato reivindica o pagamento da reposição da inflação, de 3,23%, para professores, assistentes sociais, enfermeiros, auxiliares de sala, agentes de saúde e demais categorias.

Na educação, o comprometimento seria em chamar mais de 300 professores concursados e um profissional a mais nos NEIMs para atender os bebês do G1.

Já na saúde, 75 novos trabalhadores deveriam ser chamados, afirma o sindicato, além da realização de novo concurso para médicos, técnicos de enfermagem e agentes de saúde.

Na tarde desta quarta-feira, os trabalhadores devem se reunir em assembleia. De acordo com a prefeitura de Florianópolis, uma proposta que atende os interesses da categoria foi encaminhada ao sindicato na noite de terça-feira (11).

Ainda não há um balanço de quantos servidores participam do ato. Também não foi informado quais serviços foram impactados pela paralisação.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.
 

[email protected]